A difícil tarefa de ser: Madrasta



Olá, boa noite.
Hoje venho falar sobre algo, que em muitas famílias ainda é considerado um tabu: Ser, ter Madrasta.
Desde a nossa infância, crescemos lendo, ouvindo as histórias das princesas, onde sempre há uma madrasta má, malévola. O termo em si, já remete a algo ruim, mau... E as crianças crescem com isso na cabeça.

Hoje, muitos casamentos chegam ao fim, e novas famílias vão se formando cada vez mais rápido.
É o famoso "família mosaico". Mas, todos nós sabemos que ninguém pode substituir um pai e uma mãe. Uma madrasta nem sempre é uma pessoa má, é lógico que na maioria das vezes sim, existem madrastas e boadrastas. A criança precisa entender que a madrasta não foi a culpada da separação dos pais, geralmente o relacionamento já não estava bom, já não dava mais certo, então surge a separação.

Tempos depois, alguns pais separados encontram uma nova pessoa para se relacionar, e aí é que começam os problemas. Os filhos não aceitam a nova namorada do pai, apesar de muitas madrastas tratarem a criança com muito amor e carinho. Fazem de tudo para terem um relacionamento harmonioso com as crianças e tal. Porém, nem sempre "as crianças" estão dispostas a isso. Então começa a árdua tarefa de ir conquistando a criança uma, duas, três vezes... e assim por diante.

Até aí tudo bem, Ok?
Mas, e quando a mãe da criança começa envenenar a criança contra a pobre madrasta? O que fazer, ou o que pensar? Brigar com a criança? Nem pensar! Conversar, ou ignorar? Qual o melhor caminho a seguir?
Essa resposta é muito particular, vai depender de cada relação, a relação do pai da criança com a madrasta, a relação amigável ou não dos pais, ainda é uma coisa muito complicada e difícil.

Só posso garantir que ser Madrasta não é uma tarefa nada fácil, aliás, é algo extremamente complicado e difícil de lidar...

Por hoje é só, em breve continuarei falando sobre esse assunto.
Gostaria muito da opinião de cada uma de vocês!
Até o próximo post. 

Texto de minha autoria
Imagem: Google

3 comentários:

  1. Não deve ser fácil mesmo. Mas ninguém
    reconhece...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza!
      É uma das tarefas mais difíceis que tenho de enfrentar...
      Obrigada pela visita.
      Volte Sempre!

      Excluir
  2. É, essa tarefa não é pra qualquer uma não.
    Homem com kit? Passo bem longe. rs
    Boa Sorte! RS

    ResponderExcluir