Os óculos de grau vendidos na farmácia podem fazer mal?

Navegando por alguns sites, me deparei com uma matéria interessante e vim trazer aqui para vocês!!  Por Daniela Carasco.

Foto: Getty Images
A princípio, os óculos de grau vendidos em farmácia não fazem mal. Mas as farmácias que os vendem – e isso é muito comum – cometem infração sanitária e estão sujeitas às penalidades previstas na Lei nº 6437/77, que incluem advertência, cancelamento do alvará e multa. Essa proibição não diz respeito à qualidade do produto, mas sim ao fato de que a pessoa que compra óculos sem receita, passa a enxergar melhor e, por isso, deixa de fazer o exame. “Se há alguma doença silenciosa, ela pode ser diagnosticada tarde demais, quando for irreversível”, explica Paulo Schor, professor de oftalmologia da Unifesp, em entrevista à revista LOLA.
“É preciso fazer exame para saber que tipo de deficiência visual você tem, quais são as lentes e o grau ideais. Além disso, as lentes vendidas sem receita não protegem contra raios UV, por exemplo”, diz Juliana Miltre, oftalmologista especialista em retina pela USP e diretora do Hospital de Olhos de São Paulo. Crianças de até 1 ano e meio devem passar por consulta a cada seis meses. Depois dessa idade, fazer exames uma vez a cada dois anos é suficiente. E, depois dos 40, ir ao oftalmo uma vez por ano é ideal.
(Com reportagem da revista LOLA)

3 comentários:

  1. Obrigado por informar
    http://vcmaisfashion.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ótimo post.
    Não imaginava que fizesse mal...

    ResponderExcluir
  3. Eu não sabia.
    Muito bom esse post!!!
    Gosteii!

    ResponderExcluir